quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Aprendendo receitas contra homofobia #dramaqueen

Um boy magia, um presente devolvido e uma mãe desesperada é o que resume esse drama queen enviado por um leitor, diretamente de uma cidade desconhecida e que ainda não descobriu os benefícios da internet banda larga. 


"Olá, menino(s). Não é bem uma pergunta, é mais um desabafo tipo "fala que eu te escuto!" Quero contar uma história. 
O drama é o seguinte. Conheci um garoto (faz academia comigo) e o adicionei no msn. Papo vai, papo vem, contei a ele que sou gay e que estava sentido algo por ele. Ele, super simpático, disse "sem problemas, mas não curto ficar com homens", e agente ficou se falando normal como se nada tivesse acontecido. Ele costuma viajar para uma cidade vizinha daqui,  e fica perto da casa onde eu, quando também vou para lá, fico. Num dia que ele foi com a família, eu estava lá. Eu havia dito a ele que customizo camisetas e tals, ai ele perguntou: "rola você pintar uma pra mim?”, eu: "blza". Pintei, lhe entreguei, coloquei o merchan do  meu blog na peça e disse que não precisava pagar nada. Achei super linda a felicidade dele quando a entreguei com a frase de uma música que ele pediu pra pôr. Ao anoitecer, a mãe dele vem como um furacão falar comigo. Me perguntou se havia sido eu que tinha dado a camisa, pois ele só havia lhe dito que a ganhou de um homem . Confirmei, ai ela me devolveu e disse: "Dê isso a outro. Meu filho não recebe presente de homem. O pai dele não aprova". Nisso uma tia dele estava presente completa: "e ele tem namorada". Foi o dia mais feliz e mais infeliz da minha vida (feliz por ele ter adorado). Fiquei sem reação, calado, só disse "Tá, foi mal. Dei apenas para fazer propaganda do meu blog”. Ela continuou: "O pai não quer e, se souber, vai vir atrás de você". Eu peguei a camisa e elas saíram.

Depois desse dia meu ódio por essa mulher só aumenta. Ela fazia academia no mesmo horário que eu (sai do horário dela pra não ter que encontrá-la). Ela sabe que não suporto forró e um dia fez fez o favor de colocar um CD desses e ainda dançava na minha frente como se estive me humilhando (coitada dela!). O rapaz ainda não falou comigo. Também não tenho coragem de ir falar com ele. Não sei saberia o que falar. E nem se ele iria me responder. Em relação camiseta, rasguei.
É isso, menino(s), quero ver se vocês têm algo a me dizer. Espero que respondam essa, já que pedi tanto no twitter ^^ Bjo".

Ai, que coisa tão Glória do Goitá! Me senti em 1998, quando a Malhação ainda era uma acadjimia! Então gata, fica fria, relasha essa proshasca, um boy desse não é pra você! Como diria uma amigo meu: “MELHOOOOOOOOOOOOOOOORE, queridinha!”. Não perca seu precioso tempo de bee já resolvida e centrada com um boy que para afirmar sua sexualidade precisa de papai e mamãe o policiando. Aqui vai minha DICA DE OURO, para você, empreendedora no ramo de camisetas. Papel e caneta na mão para mais um tutorial de vida deste bluógue!

Ingredientes:
Um camisa branca lisa, fabricada com um tecido de qualidade!
Tinta para serigrafia na cor pink fluor
Tela de serigrafia para uma cor

Como proceder:
Produza uma camisa com o seguinte slogan “meu filho não recebe presente de homem”. Utilize essa nova peça do seu closet para malhar, e vá no mesmo horário que essa mocréia. Depois é só esfregar na cara dela. E DIGO MAIS, coloque algumas à venda na academia... Faça desse slogan um VIRAL NA SUA CIDADE!
NÃO TOU BOA HOJE! TCHAU! 

7 comentários:

  1. Arrazô. Num deixo de ser fã mais nunca.

    ResponderExcluir
  2. Produza uma camisa com o seguinte slogan “meu filho não recebe presente de homem”.

    HAHAHA GENIAL !

    ResponderExcluir
  3. Eu faço logo pedido de umas 5 camisetas dessa!!!!

    ResponderExcluir
  4. Eu seguiria a conselho da camisa, ela iria ficar puta e não ia poder fazer nada.
    E se alguém perguntasse o pq da camisa eu explicaria e queimava o filme dela.
    Afinal, acredito que a maioria das pessoas odeiam o preconceito e adoram que sabe lidar com isso de bom humor kkkkk

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. "meu filho não recebe presente de homem"
    eaui aheu h'

    E essa pessoa não recebe amor, o que é mais triste.

    *:

    ResponderExcluir
  7. Provavelmente o boy já teve algum caso com algum menino e os pais descobriram, por isso o trauma da mulher, caso contrário seria absurdo alguém implicar com uma camiseta.

    ResponderExcluir